Veleiros a venda: como fazer um bom negocio

Veleiros 28 março de 2019

A coisa mais difícil em comprar um veleiro usado é manter a lucidez. Como avaliar os veleiros a venda? Com um novo barco você (em teoria, pelo menos) recebe o que paga, mas entrar no mercado de barcos usados ​​pode ser bem mais complicado. Sistemas e equipamentos mecânicos têm uma maneira de quebrar ao longo dos anos, e até mesmo a fibra de vidro tem suas limitações.

Uma boa maneira de manter suas prioridades é pensar no futuro valor de revenda do barco. Algum dia você provavelmente vai querer vender o mesmo barco que deseja comprar. Se o barco não for bom, não será apenas menos divertido navegar, pode se tornar um péssimo negócio.

Também é importante trazer ajuda profissional. Identificar e calcular com precisão os custos de manutenção e eventualmente de reforma, aumentará a chance de você e seu barco terem uma vida feliz e segura juntos.

Como identificar um bom negócio

Para identificar um barco vale a pena possuir, pegue o preço pedido, adicione quanto custará para garantir que o barco esteja seguro e funcional, e veja como isso se compara a barcos similares no mercado. Se for substancialmente mais alto, você precisa falar com o dono atual ou procurar outro barco.

Calcular o custo real leva tempo. Comece aprendendo o máximo possível sobre a manutenção do barco. Leia quantos livros sobre o assunto você puder. Adquira o hábito de vasculhar as várias listas de barcos usados ​​na Internet para ter uma ideia do que está por aí e quanto.

Ao inspecionar os barcos, leve uma lanterna para olhar em vários cantos e recantos. Tome notas também. Procure os dois principais problemas que exigem muito tempo e dinheiro para consertar e problemas menores que podem não ser um fator de ruptura, mas que podem causar uma dor de cabeça substancial. Não se esqueça de que, mesmo que você esteja disposto a conviver com um problema específico, talvez os compradores em potencial não estejam.

Não cometa o erro de subestimar o custo de consertar as “pequenas coisas” erradas com um barco; O mesmo vale para equipamentos antigos que ainda estão “funcionando”, mas precisam ser substituídos. Se o barco já está com preços tão baixos que a adição desses custos ainda o torna un bom negócio, ótimo. Caso contrário, afaste-se se o vendedor não estiver preparado para negociar.

Precisa de um profissional para ajudar na compra?

Especialmente se estiver procurando por algo com um custo significativo, você deve ter a ajuda profissional ao inspecionar um barco.

Coisa muito importante, um profissional pode fornecer uma visão objetiva do barco pelo qual você se apaixonou. No entanto, ele fará com que você esteja totalmente ciente do que você está se metendo. Como parte da consultoria, você também receberá uma estimativa do verdadeiro valor de mercado do barco, que é uma ferramenta de negociação útil.

Muitas vezes um profissional oferece uma verificação efetiva da realidade para compradores apanhados na excitação de uma possível compra. e também pode servir como consultor prático em relação ao mercado de barcos em geral e ao custo de consertar os problemas que encontrar.

Para encontrar um bom profissional, pergunte on line o com os seus contatos. Se um amigo teve uma boa experiência peça uma indicação. Não tenha medo de pedir referências.

Trabalhando com brokers de veleiros a venda

Muitas pessoas fogem dos brokers e preferem lidar cara a cara com o proprietário anterior de um barco. Isso pode funcionar quando se compra um barco menor e mais barato, mas um bom broker cumpre um papel importante no processo de compra de barcos.

Do ponto de vista do vendedor, um broker fornece uma série de serviços e sugestões, de publicidade e apresentações, para garantir que o barco está pronto para o mercado. No entanto, fornece benefícios para o comprador também.

Papelada: nm bom broker irá ajudá-lo a negociar a papelada e as formalidades que levaram a uma transação bem-sucedida.

Naturalmente, a desvantagem de lidar com o broker de um vendedor é que ele ou ela está trabalhando para o outro lado.

Avaliar a extensão da corrosão em uma má quilha do casco joint

Grandes problemas

Vamos enfrentar todos os potenciais problemas que podem inviabilizar a compra, no sentido de que os custos de reparação são altos o suficiente para que eles vão fazer um barco “negócio” muito mais caro do que o preço pedido. Coloque um par destes juntos, e eles poderiam facilmente custar mais do que o próprio barco.

Vazamentos:

vazamentos na parte superior podem brotar de diversas fontes, incluindo portais, mastros, uma junção ruim do casco ao convés e parafusos através dos quais ferramentas foram instalados. Um ingresso contínuo de água pode levar a outros problemas, alguns deles importantes, incluindo o núcleo do convés e comprometer os anteparos.

Convés esponjosos:

Um convés absorvendo água geralmente será mole. Quando a água entra no núcleo de um laminado de convés, faz com que apodreça e / ou se separe da fibra de vidro. Mesmo uma área pequena exigirá um esforço considerável para reparar.

Problemas no motor de veleiros a venda:

Se você tiver algum motivo para duvidar do estado do motor de um barco, faça-o. Um par de sinais de aviso: um espaço de motor mal mantido e nenhum registro de manutenção. Se o proprietário tiver tomado o cuidado adequado do motor, ele será evidente.

Problemas de mastreação:

Se algum trecho de estai ou brandal esteja com sinais de rupturas ou corrosão, talvez seja necessário trocar todo, especialmente se você planeja de fazer longas navegações. Inspecione cuidadosamente todas as conexões da corrosão e rachaduras. Procure por corrosão galvânica em mastros de alumínio e barras sempre que houver peças de aço inoxidável acoplados com aluminio. Também não se esqueça de olhar para qualquer amassados ​​ou torções em mastros.

Quilha e corrosão do leme:

Qualquer sinal de ferrugem onde a quilha encontra o casco é um sinal de que os parafusos da quilha podem estar comprometidos. Qualquer ferrugem ou água pingando do leme depois que o barco foi colocado em seca, significa que a água penetrou na estrutura de aço inoxidável ou alumínio dentro da lâmina do leme.

Bolhas:

Na maioria dos casos, as bolhas osmóticas são um problema gerenciável, mas em alguns casos não são. Se o barco que você está examinando tem apenas alguns, o problema é provavelmente superficial. No entanto, se houver bolhas extensas, o miolo do laminado pode estar estruturalmente comprometido – provavelmente um reparo importante e muito caro.

Danos no casco:

Danos maiores no casco incluem arranhões ou furos que penetram no miolo do laminado. Trata-se de um grande trabalho de reparo, no qual todo o material úmido deve ser substituído para garantir a integridade estrutural do casco.

Anteparos e longarinas rachados:

qualquer sinal de um membro estrutural danificado deve levantar uma grande bandeira vermelha. Um casco de veleiro funciona como um todo integral, e o fato de o esqueleto básico estar falhando é um sinal de mau uso, má manutenção, projeto inadequado ou construção precária.

Sistema elétrico:

Dê uma olhada atrás do painel elétrico ao lado da estação de navegação. Você vê tudo bem organizado com conectores frisados ​​e selados, ou um ninho de rato? A falta de fiação é um risco potencial de incêndio e definitivamente tornará as coisas mais difíceis para você quando chegar a hora de vender, caso você não tenha corrigido a situação.

Cheiro:

Não é apenas um barco malcheiroso que provavelmente foi mal mantido, mas também pode ser o sinal de um grande trabalho de conserto.

Os barcos usados ​​oferecem um mundo de possibilidades, mas também podem colocá-lo em um mundo de dor, se você não for cuidadoso.

Coisas a serem checadas em veleiros a venda

Embora esses problemas não tornem um barco inutilizável, consertá-los pode ser surpreendentemente caro. Mesmo que você decida suportá-los, eles certamente farão com que o barco seja muito mais difícil de vender no momento certo.

Mangueiras:

Verifique todas as mangueiras e abraçadeiras que levam ao motor, através do casco. Mesma coisa para a descarga da pia e do banheiro. Uma única mangueira instalada incorretamente pode enviar o seu barco para o fundo se falhar.

Velas:

Inspecione-as completamente. Tire-as de suas bolsas, passe as bordas e espalhe-as para procurar furos, reparos e costuras desgastadas.

Infiltração de água:

Mesmo que não seja estrutural, danos a anteparas, no tabuado da cabine levarão muito tempo e / ou dinheiro para consertar.

Equipamentos e acesorios:

Uma das grandes coisas sobre a compra de um veleiro usado é todo o equipamento acumulado que vem com ele. Mas tenha certeza de que está em boas condições de funcionamento.

Tags:
Comprar Barco